SINTA-SE EM CASA, FIQUE A VONTADE
Loading ...
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011
SER ALENTEJANO É SER DIFERENTE


Copiei este texto do perfil do Luis Cutileiro no FB, com a sua autorização. Obrigada Luis pela gentileza.

Eu que sou alentejana de raça apurada, acho esta definição a melhor que se poderia fazer da raça alentejana.

Esse povo que, nao sendo um povo alegre, tem a inteligencia e a sensibilidade de saber rir de si próprio.

Amo a minha terra e a inspiração que dela me vem, mesmo a milhas de distancia. É de lá que vem a força que me acompanha desde esses verdes anos, em que pacífica e solitáriamente, observava do monte, o por do sol por detrás da Sé de Évora.
 
A raça do alentejano?

É, assim, a modos que atravessado. Nem é bem branco, nem preto, nem castanho, nem amarelo, nem vermelho.... E também
não é bem judeu, nem bem cigano. Como é que hei-de explicar?
É uma mistura disto tudo com uma pinga de azeite e uma côdea de pão.

Dos amarelos, herdámos a filosofia oriental, a paciência de chinês e
aquela paz interior do tipo "não há nada que me chateie"; dos pretos, o gosto pela savana, por não fazer nada e pelos prazeres da vida; dos judeus, o humor cáustico e refinado e as anedotas curtas e autobiográficas; dos árabes, a pele curtida pelo sol do deserto e esse jeito especial de nos escarrancharmos nos camelos; dos ciganos, a esperteza de enganar os outros, convencendo-os de que são eles que nos estão a enganar a nós; dos brancos, o olhar intelectual de carneiro mal morto; e dos vermelhos, essa grande maluqueira de sermos todos iguais.

O alentejano, como se vê, mais do que uma raça pura, é uma raça
apurada. Ou melhor, uma caldeirada feita com os melhores ingredientes de cada uma das raças. Não é fácil fazer um alentejano. Por isso há tão poucos...

É certo que os judeus são o povo eleito de Deus. Mas os alentejanos têm uma enorme vantagem sobre os judeus: nunca foram eleitos por ninguém, o que é o melhor certificado da sua qualidade.

Conhecem, por acaso, alguém que preste que já tenha sido eleito para alguma coisa?
Até o próprio Milton Friedman reconhece isso quando
afirma que «as qualidades necessárias para ser eleito são quase sempre o contrário das que se exigem para bem governar».
E já imaginaram o que seria o mundo governado por um alentejano?
Era um descanso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por sopa-de-letras às 22:16
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar

contador de visitas
sayaç
pesquisar
 
participar

participe neste blog

favoritos

DESCULPEM QUALQUER COISIN...

ONDE ANDAS MINHA ALEGRIA?

subscrever feeds
mais sobre mim
Os meus sitios:
www.meninadomonte.blogspot.co.uk https://www.facebook.com/mletras?ref=tn_tnmn http://www.hi5.com/profile.html https://twitter.com/#!/bletras letras1@msn.com bletras1@sapo.pt