SINTA-SE EM CASA, FIQUE A VONTADE
Loading ...
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2013
OS MEUS VERSOS

 

 

Rasga esses versos que eu te fiz, amor!

Deita-os ao nada, ao pó, ao esquecimento,

Que a cinza os cubra, que os arraste o vento,

Que a tempestade os leve aonde for!

Rasga-os na mente, se os souberes de cor,

Que volte ao nada o nada de um momento!

Julguei-me grande pelo sentimento,

E pelo orgulho ainda sou maior!...

Tanto verso já disse o que eu sonhei!

Tantos penaram já o que eu penei!

Asas que passam, todo o mundo as sente...
Rasgas os meus versos... Pobre endoidecida!

Como se um grande amor cá nesta vida

Não fosse o mesmo amor de toda a gente!...

 

Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"

 

 



publicado por sopa-de-letras às 23:49
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar

contador de visitas
sayaç
pesquisar
 
participar

participe neste blog

subscrever feeds
mais sobre mim
Os meus sitios:
www.meninadomonte.blogspot.co.uk https://www.facebook.com/mletras?ref=tn_tnmn http://www.hi5.com/profile.html https://twitter.com/#!/bletras letras1@msn.com bletras1@sapo.pt