SINTA-SE EM CASA, FIQUE A VONTADE
Loading ...
Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011
MARIA TEREZA HORTA

 

 

POEMA SOBRE A RECUSA

 

Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
nem na polpa dos meus dedos
se ter formado o afago
sem termos sido a cidade
nem termos rasgado pedras
sem descobrirmos a cor
nem o interior da erva.

 

Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
minha raiva de ternura
meu ódio de conhecer-te
minha alegria profunda.

 

In "Vozes e Olhares Femininos"

Edições Afrontamento – Porto – 2001

 

Maria Tereza Horta

1937

 


tags:

publicado por sopa-de-letras às 14:49
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar

contador de visitas
sayaç
pesquisar
 
participar

participe neste blog

subscrever feeds
mais sobre mim
Os meus sitios:
www.meninadomonte.blogspot.co.uk https://www.facebook.com/mletras?ref=tn_tnmn http://www.hi5.com/profile.html https://twitter.com/#!/bletras letras1@msn.com bletras1@sapo.pt