SINTA-SE EM CASA, FIQUE A VONTADE
Loading ...
Quinta-feira, 4 de Outubro de 2012
DEIXEM-ME SO

 

Afastem-se de mim, que pego fogo

Deixem que seja eu a consumida

Nao me ponham `a frente o mesmo jogo

Porque sei de cor cada partida

 

Deixem que a minha alma grite

Tapem os ouvidos se quiserem

Pois ela vai gritar ate que eu fique

Sem sentir os males que me fizerem

 

Nao facam de mim um brinquedo

Porque de brinquedo nada tenho

Sou uma mulher que nao tem medo

Da luta em que creio e que me empenho

 

Deixem-me so que quero chorar

Ate que a magoa me seque o coracao

Antes ser o rochedo em alto mar

Do que casca de noz sem direccao

 

poema: Maria Letras

tela(desatino): Maria Letras

 

 

 



publicado por sopa-de-letras às 22:23
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar

contador de visitas
sayaç
pesquisar
 
participar

participe neste blog

favoritos

DESCULPEM QUALQUER COISIN...

ONDE ANDAS MINHA ALEGRIA?

subscrever feeds
fresquinhos

DEIXEM-ME SO

PRIMEIRAS PINTURAS

SOLUCAO

PINTANDO ALENTEJO

LADY OF THE SEA

PINTANDO TELA, JA QUE A V...

PINTURA

VOLTANDO `A PINTURA

baú
links
mais sobre mim
Os meus sitios:
www.meninadomonte.blogspot.co.uk https://www.facebook.com/mletras?ref=tn_tnmn http://www.hi5.com/profile.html https://twitter.com/#!/bletras letras1@msn.com bletras1@sapo.pt